domingo, 16 de dezembro de 2018

Parceria com o International Celestial Repertory

Olá!! Tenho andado desaparecida, e a culpa é das frequências e dos exames... Se virem por aí uns neurónios a passear avisem, que são os meus, a fazer greve!

Embora não tenha vindo  dizer-vos nada, não me desliguei da internet, trabalhei um bocadinho para vocês, e é isso que vos venho mostrar.

Gostavam de oferecer um presente mesmo especial a alguém ou homenagear uma pessoa de quem gostavam muito? Eu descobri uma solução!

Que tal uma estrela? Sim, estão no céu, parecem ser de todos, mas uma delas pode ser baptizada por vocês. 

E como? Aqui entra o  International Celestial Repertory. Existem diferentes pacotes e temas, só têm de escolher o que mais vos agrada. O processo em si é bastante simples.

Eu testei um pacote "estrela cadente", que é a versão digital. Eu dei os dados que me pediram (tema, nome da estrela e a constelação em que queria que se localizasse e a data que queria colocar no certificado) e depois enviaram-me os ficheiros por e-mail.



Eu escolhi oferecer uma estrela ao meu namorado com os nossos nomes e escolhi a constelação Hércules.

A nossa estrela está marcada na imagem com um círculo (está fora da constelação, é uma verdade, mas imagino que as estrelas maiores serão para os packs mais dispendiosos e além disso devem ter imensas pessoas a baptizar estrelas, as mais visíveis não chegariam para todos).

O presente foi para ele, mas a estrela também é um bocadinho minha e ambos adorámos este presente único e especial :)


Maggy


terça-feira, 27 de novembro de 2018

Artigo 13

Estava a fazer uma pausa no blog por causa da universidade,  mas achei que este assunto merecia que lhe dedicasse algum tempo.

Gostam da blogosfera? Seguem alguns blogs?  Pergunta parva,  já que estão a ler isto... Pois é,  este blog pode ter que desaparecer em breve,  e não é por vontade nossa,  mas por imposição da u
União Europeia. Parece impossível? Não é,  basta que o artigo 13 seja aprovado.

Se nunca ouviram falar,  vou deixar-vos aqui um vídeo do Wuant para entenderem melhor.


Nós não fazemos dinheiro com este blog,  mas imaginem  como vão ficar aqueles que vivem da Internet... Este artigo para mim não faz sentido, acho que temos realmente que nos insurgir contra esta legislação. 

Não consigo entender o propósito de uma lei tão restritiva,  sinto sinceramente que a minha liberdade de expressão será afectada e não me conformo. 

Qual é a vossa opinião sobre o assunto? 


Maggy

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Um mês e meio de Universidade

Há um mês e meio  começou a minha aventura na Universidade, e  chegou a hora de fazer um pequeno balanço.

Para começar,  eu decidi experimentar a praxe,  e adorei! A primeira semana foi totalmente de integração,  não houve aulas.

Foi uma excelente semana!  Falando pela minha experiência e pela dos meus colegas,  esqueçam o que de mau vos dizem da praxe, faz-nos criar ligações com as pessoas que não conhecíamos e com quem noutra situação talvez não falássemos.

Não vou mentir,  fiz imensas flexões e agachamentos, mas isso ajudou a interiorizar os valores de respeito e união da praxe.

Mas a praxe deu-me ainda mais que isso: Deu-me uma madrinha maravilhosa,  que se preocupa imenso comigo e me tem dado dicas preciosas!


Esta fotografia foi tirada no dia do apadrinhamento.  Porque é que ela está com uma cerveja na mão? Porque segundos antes ma despejou pescoço abaixo! 😂 É tradição, e como estava calor secou rápido,  não tenho qualquer razão de queixa.

Tenho uma família académica que é cinco estrelas,  sou super acarinhada por todos!

Agora falando da parte mais "séria" : as aulas.  A diferença do secundário para a faculdade é enorme,  em termos da duração das aulas (eu tenho aulas de três horas) e da forma como são dadas (ninguém espera que acabemos de escrever ou repete o que disse tal e qual como disse,  por exemplo) e  não dá para estudar apenas perto dos testes,  porque se acumula imensa matéria.

A parte boa é que tenho cadeiras  de que gosto e sei que a maioria da matéria que estou a aprender agora me vai ser realmente útil!

Resumindo,  estou a adorar a Universidade,  estou super contente com a minha escolha e espero assim continuar até ao fim!


Maggy

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Fui estudar para fora. E agora?

Queridos seguidores, neste post de hoje vou falar sobre a minha experiência na faculdade. Já se passou um mês e meio e posso dizer que pareceu muito mais! As experiências, os momentos, as situações e as emoções pelas quais passei fizeram deste mês e meio, um mês super atribulado!




Antes de tudo devemos dizer que decidi vir estudar para Amesterdão. Não era a primeira escolha mas visto que Inglaterra saiu da UE e as coisas ainda não estão totalmente decididas e eu não fui a tempo das primeiras candidaturas o melhor caminho era escolher outra pessoa, daí Amesterdão.

Agora que estabelecemos isso vamos às novidades! Primeiro, a novidade de aulas com mais de 500 alunos e em auditórios lindos ❤️ durante este mês andamos a ter aulas em teatros e salas de concertos por toda a cidade, desde o Teatro Delamar até ao Concertbrouw, uma das salas mais prestigiadas do país. Depois temos a parte social, alguma dificuldade em fazer amigos e os momentos mais tristes e dificies.

Não é fácil passar de um momento para o outro a viver sozinha, a ter de tratar de todos os assuntos sozinha, desde cozinhar a ir à Câmara fazer o registo para poder viver na cidade. A acrescentar a isso, o facto de a maioria das pessoas já ter alguém conhecido com quem falar e com quem estudar, passar tempo e sair à noite. Mas finalmente está tudo a ganhar cor e as amizades a surgir! Tenho tido companhia para estudar e pessoas com quem sair, são todos super simpáticos e bons amigos.

Quanto à matéria e à carga de trabalho, é muita coisa para estudar e muitos trabalhos para entregar para como são poucas as aulas, temos muito tempo livre para estudar e entregar as coisas nos prazos devidos.

Chegamos agora aos tempos livres, o que é que eu faço no tempo em que não estou no ginásio ou a estudar? Primeira coisa: passear, explorar a cidade e conhecer todos os cantos e recantos e tem sido lindo e maravilhoso! A cidade é linda! Os canais, a natureza e a arquitetura é fantástica! É tudo tão lindo e inspirador que só dá vontade de ficar a olhar e admirar a beleza. Para além disso vejo series e leio e é isso, é assim que passo o restante tempo.


 Por último, as coisinhas da casinha! Como é que me tenho safado com tudo o que há para fazer?! Well, deixem me dizer vos que nem sempre é fácil. Tenho de cozinhar e limpar a cozinha a seguir, arrumar a casa assim como a limpar e ainda ir às compras! Tudo isto a juntar às restantes mil coisas que tenho para fazer torna se cansativo mas ja estabeleci uma rotina e as coisas tem se tornado mais fáceis.

A última coisa que tenho a dizer é fazer uma ou outra reclamação! O sistema holandês! Que dor de cabeça! Primeiro que se consiga tratar de alguma coisa demora anos! Só agora ao fim de quase 2 meses é que consegui ter as coisas encaminhadas!

A outra coisa a reclamar é o facto de sempre que estão juntos, os holandeses começam a falar holandês apesar de estarem com amigos internacionais que não falam a língua. É normal e eu compreendo mas é um pouco chato para nós.

Mas pronto, há sempre uns prós e uns contras mas em geral a experiência tem sido maravilhosa e life changing! Sinto que cresci e que me tornei mais responsável e down to earth, que me tornei mais independente e que realmente consigo sobreviver enquanto adulta.

E é assim meus amigos, é assim que tem sido a minha vida num país totalmente diferente, com uma cultura nova e uma vida nova e tem sido fantástico!

Cata

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

ACMA: Infância

A Joana desafiou os participantes deste projeto em que recentemente nos integrámos,  o A Cultura Mora Aqui (ACMA), a falar sobre a infância. 

A Maggy já fez um post igual a este,  por isso está na hora de fazer o meu: 5 sabores da minha infância.

1. Gomas em forma de hambúrguer

Toda a gente se lembra dos saquinhos de doces que eram distribuídos nas festas das crianças! Um dos doces mais comuns desses saquinhos eram umas gomas em forma de hambúrguer.  Havia quem trocasse doces com os amigos,  mas estas gomas ninguém trocava!



2. Minimilk

O gelado da infância de várias gerações! Agora já nem se vende, mas era tão bom! Entretanto já inventaram o Big Milk, mas não teve a grande repercussão que o Mini Milk tinha, poucas são as pessoas que vejo comprar esse gelado.

3. Frutas da compal

Quem não se lembra de levar nas lancheirinhas um copinho de fruta de compal? Eu adorava e adoro beber estas coisinhas docinhas que me levavam ao delírio!! 

4. Cerelac

Que criança é que não comia cerelac quando era pequena?! Esta papa é um autêntico marco nas nossas vidas! Eu ainda hoje como de vez em quando e sinto-me uma criança outra vez :)
É das melhores coisas que eu alguma vez tive o prazer de experimentar!!


5. Iogurte com smarties

Por fim chegamos a este maravilhoso iogurte do qual tenho mil saudades e que já quase não se vende. Ficava super deslumbrada com o iogurte branco a transformar-se num arco íris e com o sabor a chocolate e a iogurte. Tornavam os meus pequenos-almoços e lanches muito mais divertidos e cheios de cor!!

Espero que estas memórias vos tenham aconchegado o coração e se tenham recordado de tempos maravilhosos e cheios de alegria, a mim certamente que o fez :)

Cata

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Aos Olhos da Princesa #9: Pop Cereal

Hello!! Quem anda atento ao nosso Instagram sabe que eu fui passear por Lisboa com o meu namorado e fomos lanchar a um café no Bairro Alto que é um verdadeiro achado, o Pop Cereal.


É um bocado escondido, na medida em que não tem esplanada ou um toldo, que chamariam mais à atenção, mas andando com algum cuidado à procura, chega-se lá.

A decoração do espaço é bastante bonita, com pop art em todos os cantos, como por exemplo este sofá à entrada:


Bem,  mas o que vocês realmente querem saber é sobre a comida,  certo? As possibilidades que existem são criar a vossa própria combinação ou escolher uma já feita por eles.



No caso de decidirem fazer a vossa própria combinação, podem escolher o tamanho do "menú", pequeno, normal ou XL. O preço estipulado enclui apenas cereais que se vendam em Portugal, mas podem trocar por cereais estrangeiros, embora isso vá ficando mais caro. Além dos cereais podem escolher toppings para os acompanhar.



Este é o balcão do café, e por detrás estão as estantes com todas as variedades de cereais que eles têm disponíveis. Incrível, não é?




Eu decidi criar a minha taça de cereais e, como não gosto de comer cereais com leite, pedi para acrescentar uma bola de gelado.


O João optou por uma combinação pré feita por eles, que se chama My Friends Call Me Caramel.


Uma coisa importante: Para quem é intolerante à lactose ou vegan, há várias opções de leite. Não é o nosso caso, mas pode ser o de muitos de vocês.

Para além dos cereais, há outras escolhas, como Pop Tarts ou smoothies, por exemplo.


Nós adorámos este café e estamos a pensar regressar em breve! Os preços não são nada demais, o ambiente é excelente e os funcionários são super simpáticos, vale mesmo a pena.



Maggy

domingo, 23 de setembro de 2018

Séries em Série #5

Há muito tempo que já não se falava de séries por aqui! Hoje venho apresentar-vos uma daquelas que é quase impossível não terem visto sequer um episódio: Grey's Anatomy, ou, em português, Anatomia de Grey.




Atualmente a série vai na temporada 15, mas a Fox Life está a exibi-la desde o início, estando neste momento a transmitir a temporada 11.

Fazendo um pequeno resumo da história, Grey's Anatomy retrata a vida dentro de um hospital, dos pacientes e dos médicos, embora a vida de alguns médicos acabe por receber um maior destaque, pelo que esta série não se pode considerar apenas um drama médico (não sei se estou a usar o termo correto, honestamente), mas também uma espécie de novela.


Passando às personagens (há personagens novas a cada temporada, mas para não dar spoilers a ninguém vou apenas apresentar aquelas que aparecem na primeira): Meredith Grey é a personagem principal, e começa a série como interna no Seattle Grace Hospital. É filha de uma grande cirurgiã, Ellis Grey, que ganhou duas vezes um dos mais importantes galardões da Medicina, o Prémio Harper Avery, mas que nesta altura se encontra doente, com Alzheimer. A melhor amiga de Meredith é Christina Yang, que é também sua colega.



Christina Yang é interna no Seattle Grace, como Meredith, e é bastante parecida com esta, mas é vista como uma pessoa arrogante, pois faz tudo para alcançar os seus objetivos, não pensando nas pessoas que a rodeiam. Revela-se uma cirurgiã muito competente e não tão fria quanto todos pensam.



Alex Karev é colega de Meredith e Christina e tem fama de playboy que se mete com todas as raparigas do hospital e de bruto, mas quando se trata de crianças é um coração de manteiga. Christina deu-lhe a alcunha de Evil Spawn (Semente do Mal).



Isobel Stevens, ou Izzie, também pertence ao grupo de internos que acaba de chegar ao Seattle Grace Hospital. É uma ex-modelo e por acharem que era apenas uma cara bonita, muitos duvidavam das suas capacidades, mas esta acaba por se mostrar competente, além de ter uma empatia extraordinária. Tem uma relação bastante próxima com Alex e George.




George O'Malley  é o mais "discreto" dos internos. Praticamente não se envolve em complicações e é cumpridor para  com o seu trabalho. Tem a alcunha de 007, porque cometeu um erro no seu primeiro dia no programa de internato, e o 007 tem licença para matar. Miranda Bayley assume mais tarde que George era o seu interno preferido.



Miranda Bailey é a superior destes cinco internos (os fãs chamam-lhes MAGIC, porque juntam as iniciais de cada um). Numa primeira fase é bastante dura com eles, e por isso dão-lhe a alcunha de Nazi, mas assim que sobem de posição dentro do hospital, Miranda mostra-se mais maternal e protetora.





Richard Webber é, durante as primeiras temporadas, o Chefe de Cirurgia do Seattle Grace e é como um pai para Meredith, visto que teve uma relação com Ellis por muito tempo. É casado com Adele, que sempre teve ciúmes de Ellis e insiste que Richard trabalha demais, chegando a dizer a Miranda que esta é mais casada com Richard do que ela. Richard e Miranda são grandes amigos, têm uma relação de cumplicidade muito bonita.


Derek Shepherd é um neurocirurgião do Seattle Grace que conhece Meredith num bar normalmente frequentado pelo pessoal do hospital. Entre Meredith e os amigos, Derek é conhecido como McDreamy.  É célebre pelos casos considerados perdidos que aceita tratar e a sua mais conhecida frase é "It's a beautiful day to save lives", que em português se traduz para "É um belo dia para salvar vidas". Começa a série casado com Addison Montgomery e o seu melhor amigo é Mark Sloan.



Addison Montgomery é uma cirurgiã neonatal, casada com Derek Shepherd, mas no começo da série esse casamento já apresentava problemas: Derek começou a trabalhar em Seattle para se afastar de Addison, que o tinha traído com o seu melhor amigo, Mark. Addison acaba também por ir trabalhar para o Seattle Grace a pedido de Richard e encontra Derek a conversar com Meredith.

Addison tem como interno no seu serviço Alex Karev, a quem transmite os seus conhecimentos.



Mark Sloan é cirurgião plástico no Seattle Grace Hospital e é conhecido pelos internos por McSteamy. Foi para Seattle para se reconciliar com Derek, de quem é amigo desde a infância. É bastante mulherengo e isso virá a custar-lhe caro.


Preston Burke é cirurgião cardiologista que se envolve numa relação amorosa com Christina Yang, que era a interna que estava no seu serviço. Juntos são considerados uma dupla brilhante e inovadora e consistem num dos principais focos da série no seu início.


Apresentadas as personagens em conjunto com parte do enredo (tentei dar o mínimo de spoilers possível!) vamos à minha opinião: Eu antes de começar a seguir realmente esta série já tinha visto alguns episódios soltos e nessa altura não gostava muito do que via por ser um pouco sensível, mas hoje em dia tenho mais consciência de que tudo aquilo é uma encenação e além disso, as cirurgias não ocupam assim tanto tempo nos episódios.

Hoje em dia adoro ver Grey's Anatomy, mas deixo uma recomendação àqueles que queiram começar a seguir- Não se apeguem muito às personagens! É difícil, eu sei, eu também não consigo, mas torna-se mais fácil lidar com as reviravoltas da história. 

Se já seguem esta maravilhosa série, deixem aí nos comentários a vossa opinião, vou gostar imenso de ler e terei todo o prazer em responder-vos, claro!

Maggy

sábado, 22 de setembro de 2018