sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Brangelina: O Fim

Já correu muita tinta sobre este assunto, eu sei, mas achei que devia fazer a minha análise, por não ser uma fanática e não sentir que a minha vida mudou seja em  que aspeto for depois disto.

Eu digo que nada mudou na minha vida depois disto, porque apesar de gostar deste casal, eu nunca segui muito a vida das estrelas de Hollywood, não sou uma fã. Assim, uma análise da situação torna-se mais simples.

O divórcio de Angelina Jolie e de Brad Pitt foi recentemente anunciado, mas já existiam rumores há algum tempo. Tudo isto porque Brad estava alegadamente a trair Angelina com Marion Cotillard, uma atriz francesa.

Até há quem se tenha aproveitado deste deslize para escrever notícias sensacionalistas cujos títulos sugeriam que a atriz estaria grávida do (ex) marido de Angelina. Isto é o bastante para criar montes de especulações, porque cada vez mais as pessoas lêem apenas os títulos das notícias. Se se lesse a notícia com atenção podíamos perceber que Marion está grávida, sim, mas do próprio namorado.


Algum tempo depois do grande choque da revelação, todos tentam arranjar justificações para a separação, mas são apenas boatos sem fundamento.

Acho perfeitamente normal que a Angelina Jolie tenha pedido a custódia dos filhos, afinal é normal que haja uma grande ligação entre a mãe e os filhos. Ela pode também existir com o pai, mas normalmente os juízes decidem entregar a custódia á mãe, a não ser que haja alguma anormalidade.

Para aqueles que pensam que a esperança no amor se foi, pensem duas vezes: Afinal há muitas outras estrelas que têm casamentos mais duradouros, e se olharem á vossa volta, na família, por exemplo, muito facilmente encontrarão bons exemplos.

Espero ter sido clara e não ter ofendido ninguém, seja de que maneira for,

Maggy


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Música da Semana

Estamos atrasadas e pedimos desculpa por isso, mas vai valer a pena a espera quando ouvirem esta música. Eu adoro! Sinceramente, esta é a única música que conheço dos Belle&Sebastian, porque a conheci através de um livro, mas como gostei tanto dela tenho curiosidade para conhecer mais.


terça-feira, 27 de setembro de 2016

Carta ao Meu Ex

Como começar? Como descrever aquilo que sinto em apenas uma carta? Eu sei que provavelmente nunca vais chegar a ler esta carta e talvez por essa razão eu tenha tido coragem de a escrever.

Lembro-me que no início de tudo, mal falávamos e mal nos conhecíamos...tudo começou por um mero trabalho de português, começaste a falar comigo e eu achei porque não? Afinal eras da minha turma e todas as nossas interações até ali tinham sido umas palavras aqui e ali, não era propriamente uma relação de amizade e sim de conhecidos. Mas continuando, pediste o meu número um amigo nosso e apesar de achar estranho toda esta aproximação, resolvi continuar e ver no que ia dar, quem sabe poderíamos ficar bons amigos. Continuamos a falar e a conhecermo-nos cada vez melhor, falávamos a toda a hora até altas horas da noite, foi por tua causa que cheguei a escola cansada, mas acima de tudo feliz. Feliz por ter um amigo novo e feliz por teres decidido falar comigo.

Ao longo do tempo fomos ficando cada vez mais próximos, até que a certa altura começaste a agir de maneira diferente comigo...começaste a ser querido e fofo, com comentários aqui e ali, a elogiar-me, a dizer-me que eu era fofa e linda e muitos mais. No início achei estranho, mas decidi não ligar e continuar a falar contigo. Á medida que íamos falando comecei a sentir algumas coisas diferentes. Não percebia bem o quê, mas a verdade é que as sentia, até que um dia disseste que me amavas, eu fiquei tão estupefacta que não queria acreditar, achei que estivesses a gozar comigo ou que simplesmente me amavas como amiga...


Admito que naquela altura achei que pudesse ser um pouco mais do que amiga, devido a todas as tuas ações, todas elas me levavam a crer que gostasses de mim. E parece que não estava errada, pois começamos a namorar nesse mesmo dia. Agora que penso nisso talvez namoro não fosse o melhor termo para a nossa relação, afinal nunca agimos como namorados, éramos mais amigos próximos que chamavam nomes queridos um ao outro. Ainda me lembro do dia em que me chamaste princesa pela primeira vez...Também me lembro de me dizeres que querias ter a certeza dos teus sentimentos por mim, por isso é que não agistes antes...

E agora depois deste tempo todo vens-me dizer que afinal não gostas de mim assim e que estavas confuso, não fiquei chateada a ponto de não querer falar contigo nunca mais.  Não, fiquei magoada, magoada acima de tudo.
Nunca te disse mas tive dúvidas no início, tantas dúvidas que pensei várias vezes em acabar contigo, mas não, resolvi lutar por nós, para que tudo desse certo, talvez me tenha forçado a gostar de ti, e agora que tudo acabou penso se não teria sido melhor, nunca termos namorado, mas continuado amigos. Não digo que me arrependo de alguma coisa, porque não é o caso, mas os e "ses"? Vão sempre continuar aqui.

Agora mal nos falamos e não consigo olhar para ti sem me sentir triste...também mal falas comigo e talvez isso seja culpa minha, mas por agora não consigo falar contigo. Sei que a tua intenção nunca foi ver-me triste, aliás nem querias acabar comigo por causa disso, mas foi como te disse, estares comigo por pena só iria fazer pior, acabarias por te sentir preso a uma relação e só te sentires amargurado e infeliz. Foi por isso que acabámos, porque eu nunca seria capaz de te fazer uma coisa dessas.

Lembra-te nunca deixámos de ser amigos, eu só preciso de um tempo para te esquecer afinal de tudo cheguei a gostar de ti, provavelmente não amor, mas sim um grande carinho e um gostar com "g" maiúsculo

Espero que um dia ainda possamos voltar a ser como eramos antes, uma vez tua...

Cata

sábado, 24 de setembro de 2016

Frase da Semana #22



"Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho."
        

Thich Nhat Hanh

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Ensino Secundário: A Nossa Experiência

Este post vai ser escrito pelas duas Princesas e vamos mostrar-vos como está a ser a nossa experiência no secundário, em duas áreas diferentes: Línguas e Humanidades (Maggy) e Ciências Socioeconómicas (Cata).


Começo eu, Maggy, a falar-vos um pouco daquilo que vivi e estou a viver nesta fase.
Quando estava no terceiro ciclo estavam sempre a assustar-nos dizendo que o secundário era um período muito difícil, que tínhamos que estudar o dobro daquilo que estudávamos no básico, que os professores não tolerariam as mesmas coisas etc, etc, etc.

Pois eu não concordo. Temos menos disciplinas, os horários são bastante bons e em relação ás pessoas, bem, podemos dizer que já temos outra maturidade, o que torna a convivência mais fácil.

A parte de termos menos disciplinas é compensada pelo maior tempo que temos que dedicar a cada uma, mas são disciplinas escolhidas por nós, o que significa que gostamos delas, por isso custa menos a estudar.
Quanto á atitude dos professores, eu acho que a diferença se deve notar mais no ensino superior porque apesar de já não existir uma relação professor-aluno tão próxima (nalguns casos), os professores continuam a explicar tudo as vezes que forem precisas, a dar montes de ajudas para estudar, há apoios, tudo.

Mais especificamente em relação a Línguas e Humanidades, eu queria esclarecer desde já uma coisa: Não fui para este curso para fugir á Matemática assim como a grande maioria das pessoas da minha turma. Mas também não posso dizer que tenho exatamente as disciplinas que queria, porque para ir para o liceu que escolhi não podia ter as duas disciplinas que eu gostava em simultâneo, ou escolhia Geografia ou Francês. Eu escolhi Francês e Literatura Portuguesa veio a reboque.

Safei-me bem, porque sempre fui boa aluna a Francês e porque Literatura Portuguesa é basicamente Português mas sem a parte da gramática.
Quanto às outras disciplinas, a principal do curso é História A, posso dizer que nesta voltamos basicamente a dar aquilo que demos no terceiro ciclo, começamos com as civilizações antigas e por aí em diante.Parece chato falar de tudo outra vez, mas História não é como as línguas em que se repete tudo, em História há sempre aprofundamentos a fazer.


Acho que dá para perceber que o curso não é fácil, porque com tanta disciplina teórica passamos a vida a fazer trabalhos, e que nem toda a gente foge da Matemática quando escolhe Humanidades.


Chegou a minha vez de falar do curso de Ciências Socioeconómicas.

Confesso que no início ia com uma certa ideia do que me esperava e para ser completamente sincera, estava totalmente errada. Achava que a disciplina de Economia seria mais prática, mais do estilo "contas aqui, fórmulas ali" do que propriamente teoria, teoria e mais teoria. Parece que me enganei.
Não digo que não gosto da disciplina, mas se talvez fosse dada de outra maneira talvez gostasse. Á parte de tudo isso, gosto bastante do curso, tenho História como uma das disciplinas opcionais, confesso que adoro História e por isso aplico-me e faço o melhor que posso. Para além disso temos a Matemática A, a disciplina mais difícil, sem querer tirar crédito a nenhuma das outras, mas todos sabemos que é a verdade.

Tenho ainda de referir as disciplinas comuns a todos os cursos, acho que completam todos os cursos e é uma maneira de todos estarmos ligados de alguma maneira por assim dizer.

Em resumo acho que a minha experiência no secundário está a ser bastante positiva, gosto do curso em que estou, pude conhecer novas pessoas, porque de escola e posso ter uma perspetiva do meu futuro uma vez que começo a ter um conhecimento mais aprofundado da área que escolhi.
Todos dizem que o secundário é difícil e que é isto e aquilo e é preciso trabalhar muito mais e deixar de ser crianças, eu acho que apesar de ser diferente não é muito mais difícil do que foram os últimos anos do ensino básico, é claro que é preciso trabalhar mais e estar mais atento, mas se nos esforçarmos conseguimos.

E este é o nosso ponto de vista do secundário, duas alunas em cursos diferentes mas que na generalidade partilham das mesmas opiniões.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Música da Semana

A música desta semana é uma das minhas preferidas, que me faz cantar que nem uma louca. É a Bohemian Rapsody, dos Queen.

Adoro os Queen! Ok, são uma banda que esteve no ativo enquanto eu não existia, mas comecei a ouvir por causa dos meus pais.

Podem dizer que "passou de moda", mas para mim continua a ser fenomenal!


sábado, 17 de setembro de 2016

Frase da Semana #21




"Não existe nada de completamente errado no mundo, mesmo um relógio parado, consegue estar certo duas vezes por dia."

Paulo Coelho

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

TAG: 100 Perguntas que Ninguém Pergunta



Lá vamos nós responder a mais uma TAG! Cem perguntas são qualquer coisa, mas vamos a isso!

1: Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada?
Como calhar, não penso nisso.
2: Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis?
A maior parte das vezes sim. Shame on me!
3: Você dorme com seu edredom dobrado pra dentro ou pra fora?
Ah, sei lá, depende dos dias!
4: Você já roubou uma placa de rua?
Não.
5: Você gosta de usar post-it?
Sim, mas não os colo na parede ou assim, ficam sempre em cima da secretária.
6: Você corta cupons, mas depois nunca usa?
Não, se sei que não vou usar não os corto.
7: Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas?
Por um enxame de abelhas, acho que há mais hipóteses de sobrevivência.
8: Você tem sardas?
Sim, algumas.
9: Você sempre sorri para fotos?
Se souber que me estão a fotografar, sim.
10: Qual é a sua maior neura?
Acho que é quando as sei que tenho que fazer ou dizer  algo e não me consigo lembrar do que é.
11: Você já contou seus passos enquanto você andava?
Milhões de vezes, mas depois arrependo-me porque não consigo parar de contar e torna-se irritante.
12: Você já fez xixi na floresta?
Como Escuteira, quando não há latrinas, não temos outra opção.
13: E quanto fazer coco na floresta?
Acho que não.
14: Você dança, mesmo se não tiver música?
Sou péssima dançarina, prefiro cantar, embora também não tenha grande voz.
15: Você mastiga suas canetas e lápis?
Não, penso que não.
16: Com quantas pessoas você já dormiu essa semana?
Me, myself and I.
17: Qual é o tamanho da sua cama?
Corpo e meio, acho eu.
18: Qual é a música da semana?
Esta é difícil, visto que eu não consigo estar muito tempo sem ouvir música, mas acho que vou escolher a Closer, dos Chainsmokers.
19: O que você acha de homens que usam rosa?
Cada um usa o que quer, não tenho nada contra.
20: Você ainda assiste desenhos animados?
Quando não encontro mais nada para ver,sim.
21: Qual é o filme que você menos gosta?
Eish, não faço mesmo a menor ideia, vou ter que deixar esta por responder.
22: Onde você enterraria um tesouro escondido, se você teve algum?
Provavelmente num sítio de que tenha muito boas memórias. Talvez no quintal da casa da minha bisavó, onde passei muitas vezes férias.
23: O que você bebe com o jantar?
Normalmente água.
24: No que você mergulha um nugget de frango?
Eu não costumo usar molhos, mas também nunca comi nuggets.
25: Qual é a sua comida favorita?
Arroz de marisco *-*
26: Quais filmes você poderia assistir várias vezes e continuar amando?
Mamma Mia!, Hotel para Cães, Shrek (qualquer um deles, a sério) e Toy Story (idem)
27: Última pessoa que você beijou/beijou você?
O meu avô (na cara, obviamente).
28: Alguma vez você já foi Escuteiro(a)?
Desde os dez anos até agora, e adoro!
29: Você posaria nua em uma revista?
Ui, esta é polémica! Dependendo da revista e do tema da notícia. Sim, porque ninguém é fotografado para uma revista só porque sim, há sempre uma notícia.
30: Quando foi a última vez que você escreveu uma carta para alguém no papel?
Nunca enviei uma carta, mas escrever já escrevi várias, embora não me lembre exatamente de quando foi a última vez que o fiz.
31: Você pode trocar o óleo de um carro?
Não, mas também não tenho carro, por isso por enquanto não tenho que me preocupar.
32: Já obteve uma multa?
Não conduzo, por isso não.
33: Alguma vez ficou sem gasolina?
Ok, vou ter que ser repetitiva, mas não.
34: Tipo favorito de sanduíche?
Pão, apenas pão, ou então com fiambre ou Tulicreme. Sim Tulicreme (marca branca, que seja), não Nutella!
35: A melhor coisa para comer no café da manhã?
Croissants!!
36: Qual é a sua hora de dormir?
Durante as aulas é ás 22:30, mas nas férias depende do que estiver a fazer e se tiver sono ou não.
37: Você é preguiçoso?
Há quem diga que não, mas eu própria considero-me preguiçosa.
38: Quando você era criança, o que você vestia para o Dia das Bruxas?
Vestia-me de bruxa, e não me vesti muitas vezes, porque não acho que faça muito sentido em Portugal. Além disso, eu já me mascarava no Carnaval, não ia gastar mais dinheiro em fatos.
39: Qual é o seu signo astrológico chinês?
Dragão.
40: Quantos idiomas você fala?
Três: Português, Inglês e Francês.
41: Você tem alguma assinatura de revista?
Não, não tenho.
42: Quais são melhores, Lego ou Logs Lincoln?
Não conheço a segunda, mas de qualquer forma, adoro Legos!!
43: Você é teimoso(a)?
Ui, imenso!!
44: Quem é melhor … Faustão ou Silvio Santos?
Não conheço nenhum deles.
45: Já assistiu alguma novela?
Várias.
46: Você tem medo de altura?
Não, mas também não sou a pessoa mais aventureira que conheço.
47: Você canta no carro?
Sim, a toda a hora.
48: Você canta no chuveiro?
Não muito, mas sim, ás vezes.
49: Você dança no carro?
Não chamo àquilo dançar, mas é qualquer coisa de parecido.
50: Alguma vez usou uma arma?
Não, a não ser que pistolas de água contem.
51: A última vez que você teve um retrato tirado por um fotógrafo?
Quando tirei fotos para o passe de autocarro.
52: Você acha que os musicais são legais?
Sim, um dos meus filmes preferidos é um musical.
53: Natal é estressante?
Não, é maravilhoso!
54: Nunca comeu um Pierogi?
Não, e tive que ir ver o que era.
55: Tipo favorito de torta?
De laranja, sou louca por laranja!
56: O que você queria ser quando era criança?
Tanta coisa! Uma das que se manteve por mais tempo foi veterinária.
57: Você acredita em fantasmas?
Não, mas quando era mais nova pensava nisso.
58: Já teve um sentimento de Deja-vu?
Já, várias vezes.
59: Toma uma vitamina diária?
Não, nem nunca tomei.
60: Usa chinelos?
Sim, adoro!
61: Usa um roupão de banho?
Não, não uso.
62: O que você usa para a cama?
Pijamaaa
63: Primeiro show?
O primeiro que eu me lembro foi dos Xutos e Pontapés, mas devo ter ido a vários antes.
64: Wal-Mart, Target e Kmart?
Acho que nenhum deles existe em Portugal, por isso não tenho opinião.
65: Nike ou Adidas?
Impossível decidir!
66: Cheetos ou Fritos?
Os dois!
67: Os amendoins ou sementes de girassol?
Ah, não vá lá, não me façam tomar mais decisões difíceis!
68: Já ouviu falar do grupo de Tres Bien?
Não...
69: Já teve aulas de dança?
Não.
70: Existe uma profissão que você imagine fazer no seu futuro?
Assistente social, talvez.
71: Você consegue enrolar sua língua?
Sim, consigo.
72: Já ganhou um concurso de soletração?
Não, mas também nunca participei num.
73: Você já chorou porque você estava feliz?
Não, acho que nunca aconteceu.
74: Possui algum disco de vinil?
Não, mas gostava.
75: E uma vitrola?
Também não.
76: Você utiliza incenso regularmente?
Não, não sou grande fã.
77: Já se apaixonou?
Sim, várias vezes.
78: Quem você gostaria de ver em um show?
Que não tenha visto antes, os U2.
79: Qual foi o último show que você viu?
Um concerto do AGIR
80: chá quente ou chá frio?
Quenteee
81: Chá ou café?
Chá, mas também adoro café
82: Açúcar ou adoçante?
Nenhum, deixei de usar açúcar no café e no chá há algum tempo.
83: Você sabe nadar bem?
Safo-me, mas sou um bocado trapalhona.
84: Você consegue prender a respiração sem segurar seu nariz?
Sim.
85: Você é paciente?
Mais ou menos, dependendo da situação.
86: DJ ou banda, em um casamento?
Banda.
87: Já ganhou um concurso?
Não, que eu me lembre.
88: Já fez alguma cirurgia plástica?
Plástica não.
89: Quais são as melhores azeitonas, pretas ou verdes?
Não gosto de azeitonas.
90: Você faz tricô ou crochê?
Não, tenho duas mãos esquerdas.
91: O melhor lugar para uma lareira?
Na sala, ao lado da televisão. Onde está a minha, entretanto desativada.
92: Você já viajou pra fora do seu país?
Sim, várias vezes.
93: Que lugares pretende conhecer?
Austrália, Londres e gostava de revisitar Paris.
94: Qual era a sua matéria preferida no Ensino Médio?
Eu ainda estou no "Ensino Médio", mas acho que é História.
95: Você esperneia até conseguir as coisas do seu jeito?
Sim, se achar que estou certa, sim.
96: Você tem filhos?
Não, ainda não.
97: Você quer ter filhos?
Sim, pelo menos dois, mas não me importava de ter mais.
98: Qual é sua cor favorita?
Vermelhooo
99: Você sente falta de alguma coisa da sua infância?
Tantas coisas...
100: Pediram-me para inventar... Cá vai: Um desporto que gostava de praticar?
Futebol. Já joguei, mas apenas informalmente, entre amigos ou em aulas de Educação Física.

Não foi difícil, mas algumas perguntas fizeram-me pensar, outras eram apenas estranhas.
Espero que tenham gostado das minhas respostas! Como desta vez não fomos nomeadas, também não vamos nomear ninguém.

Maggy

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Música da Semana

A música desta semana, para variar um bocadinho, é em francês. Ela já existia posteriormente, mas conheci-a por fazer parte da banda sonora do filme "C'est Quoi, cette Famille?", em português "Mas que Família é Esta?".

É de Michel Polnareff e chama-se On Ira Tous au Paradis.


sábado, 10 de setembro de 2016

Frase da Semana #20



"A neve e as tempestades matam as flores, mas nada podem contra as sementes."
Khalil Gibran

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Regresso Ás Aulas

Esta expressão soa maravilhosamente para o marketing, mas para quem já anda há uns bons anos na escola ela chega a ser torturante.

Começamos  com a procura aos livros, depois com tudo quanto é material de escrita (quando não há reservas em casa), nalguns casos também as mochilas e os estojos  e no fim virá, porque tem mesmo que ser, a nossa preparação mental.

No caso aqui das Princesas há uma agravante: os malditos exames! Todos diziam:" Os exames do nono ano são uma brincadeira, esperem até chegarem ao 11º!" Pois, agora que já estamos com um pé nele começamos a pensar no que vamos penar o ano inteiro para despejar tudo em duas horas.


Para não entrar em stress temos que tentar pensar que antes dos exames ainda teremos muito pela frente e além disso é preciso começar a trabalhar desde o início do ano. Parece um cliché, mas tem mesmo que ser assim, senão chegarão a uma altura em que se verão atolados em coisas para fazer  em muito pouco tempo.

Há quem diga que temos muitas disciplinas e que grande parte daquilo que aprendemos nunca vai ser usado. Eu concordo, mas acho que se fossemos retirar tudo o que não nos era necessário eram suprimidos vários anos de escolaridade e quase que estávamos aptos para trabalhar antes de atingirmos a maioridade. Além disso, conhecimento adquirido nunca é negativo e há que aproveitar a idade em que ainda estamos completamente aptos para aprender coisas novas.

Mudando de ponto de vista e pensando positivo: o Regresso ás Aulas também significa rever pessoas e passar bons momentos nos intervalos. Além disso, a cada ano que passa estamos cada vez mais perto de chegarmos ao fim da nossa escolaridade e trabalharmos naquilo que escolhemos para nós.

Afinal, a vida custa para todos mas fica mais simples se conseguirmos ver sempre o lado positivo; esse é o grande desafio.


Maggy

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Aos Olhos da Princesa #2

A nossa mais recente rubrica está de volta! Desta vez é um bocadinho diferente, porque em vez de vos falarmos de um local, falaremos de um serviço.

Há uns dias atrás publiquei no Facebook uma foto do passeio de barco desse mesmo dia e disse-vos que vos contaria os pormenores aqui no blog. Pois é para isso que aqui estou.

Conhecem a BYX? Se não conhecem, além de poderem clicar no link e ficar a saber tudo, eu passo a introduzir-vos a empresa. 

A BYX (Best Yacht Xperience) foi criada com o intuito de proporcionar aos seus utilizadores  experiências inesquecíveis  e únicas ao nível da náutica.

Começou com os passeios de barco, mas agora ramificou-se e pode também proporcionar cursos de vela e participações em regatas. Além disso, também possuem, para quem tem barcos, serviços de manutenção e reparação especializados.

Bem, passemos á parte mais concreta da coisa, que a teoria é muito bonita, mas as imagens valem muito mais que as palavras.



Este foi o barco em que passeei, embora a empresa tenha outros para grupos maiores




A nossa Torre de Belém vista do rio





A Ponte 25 de Abril (ou parte dela)


 A Margem Norte





O Cristo Rei (Isto sim é Portugal de braços abertos!)





Houve espumante e tudo!






O Museu da Eletricidade (Adoro!)





As fotos são só um cheirinho do passeio, mas eu inicialmente não tinha em mente mostrar-vos isto, por isso não tirei grandes fotografias. Devo confessar que a do espumante foi para pôr no Instagram do blog, mas depois achei que seria útil aqui.

Existem também, e são os mais bonitos e os mais cobiçados, passeios ao pôr do sol. O meu foi um pouco antes, precisamente porque é difícil marcar passeios para essa hora.

Balanço final: Vale muito a pena, o staff é muito simpático e a experiência é maravilhosa.


Espero que tenham gostado!




segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Música da Semana

A música desta semana data de 2002, e é dos 3 Doors Down. A minha tendência será sempre mostrar-vos, na maioria, músicas antigas ou que eu acho que são pouco conhecidas, porque fazer uma rubrica musical com músicas que podem ouvir ligando o rádio em qualquer estação.

Espero que gostem desta!


sábado, 3 de setembro de 2016