sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Brangelina: O Fim

Já correu muita tinta sobre este assunto, eu sei, mas achei que devia fazer a minha análise, por não ser uma fanática e não sentir que a minha vida mudou seja em  que aspeto for depois disto.

Eu digo que nada mudou na minha vida depois disto, porque apesar de gostar deste casal, eu nunca segui muito a vida das estrelas de Hollywood, não sou uma fã. Assim, uma análise da situação torna-se mais simples.

O divórcio de Angelina Jolie e de Brad Pitt foi recentemente anunciado, mas já existiam rumores há algum tempo. Tudo isto porque Brad estava alegadamente a trair Angelina com Marion Cotillard, uma atriz francesa.

Até há quem se tenha aproveitado deste deslize para escrever notícias sensacionalistas cujos títulos sugeriam que a atriz estaria grávida do (ex) marido de Angelina. Isto é o bastante para criar montes de especulações, porque cada vez mais as pessoas lêem apenas os títulos das notícias. Se se lesse a notícia com atenção podíamos perceber que Marion está grávida, sim, mas do próprio namorado.


Algum tempo depois do grande choque da revelação, todos tentam arranjar justificações para a separação, mas são apenas boatos sem fundamento.

Acho perfeitamente normal que a Angelina Jolie tenha pedido a custódia dos filhos, afinal é normal que haja uma grande ligação entre a mãe e os filhos. Ela pode também existir com o pai, mas normalmente os juízes decidem entregar a custódia á mãe, a não ser que haja alguma anormalidade.

Para aqueles que pensam que a esperança no amor se foi, pensem duas vezes: Afinal há muitas outras estrelas que têm casamentos mais duradouros, e se olharem á vossa volta, na família, por exemplo, muito facilmente encontrarão bons exemplos.

Espero ter sido clara e não ter ofendido ninguém, seja de que maneira for,

Maggy