sábado, 22 de agosto de 2015

Carta para os Meus Pais

Pai, Mãe, peço  desculpa todos os momentos em que não me portei como queriam, que fiz o que não devia, vos respondi mal... Enfim, peço desculpa por tudo o que fiz de errado.

Como se costuma dizer, eu não tenho culpa de errar, a vida não vinha com manual de instruções. 
Ainda estou a aprender a ser a pessoa que todos querem que seja, a pessoa perfeita. Sei que isso não existe, a perfeição é uma ilusão, mas há quem se possa orgulhar de estar perto dela, e é por isso que estão constantemente a fazer comparações com essas pessoas.


Tenho que vos agradecer por tudo o que fazem por mim, todos os dias, sem pedir nada em troca, contentando-se apenas com um obrigado e um sorriso, que faço questão de mostrar sempre que posso ou que tenho disposição para isso.

Sei que trabalham muito para sustentar a família e que não sei agradecer-vos devidamente por isso, nunca saberei. Gostava que um dia poder retribuir tudo isso. Admiro muito o esforço que fazem para que eu tenha o melhor que podem dar, a todos os níveis.

Tenho a nossa família como um exemplo, e um dia quero ter uma como a nossa, unida e feliz.