segunda-feira, 23 de abril de 2018

Ser Blogger

Este parece, à partida, ser mais um daqueles posts em que se fala super bem da blogosfera e daquilo que se ganhou e aprendeu, mas neste caso não é.

Não vou ser hipócrita e dizer que ser blogger é horrível, não, mas devo admitir que desde que este blog começou, há perto de três anos, a minha intenção não era exatamente ter um blog a tempo inteiro, com rubricas fixas, mas sim ir escrevendo aquilo que me apetecesse, contudo a competitividade que se instala neste meio fez com que se fossem aqui criando algumas obrigações para com os leitores, para trazer sempre mais conteúdo, o que eu às vezes receio que tenho desvirtuado este nosso cantinho.

Dou por mim a escrever cada vez menos textos de escrita livre, em que apenas precisava de uns minutos ao computador e o meu querido silêncio ou uma música de fundo e tinha um post escrito. Isso acontece porque muitas vezes esse tipo de posts não recebe tanto interesse por parte do público como outros que por vezes até dão menos trabalho (por não nos virem do coração e querermos que expressem exatamente o que sentimos, por exemplo).



Não tem que ser o interesse do público a mover-nos e sim a nossa paixão, é o que todos dizemos, mas é mais fácil dizer do que fazer, já que é muito bom para todos nós quando recebemos comentários positivos dos nossos leitores. Claro que num blog com dois mil seguidores fiéis é muito simples ter comentários positivos em todos os posts que se quiser publicar, porque o universo a que essas publicações chegam é muito maior, mas num blog relativamente pequeno como este, isso é complicado e leva-nos a alterar o nosso conteúdo.

Este post é, para além de um desabafo de uma blçogger descontente com o seu trabalho, um pedido de desculpas aos leitores mais fiéis que viram o blog sofrer tantas alterações. Ninguém me pediu que o escrevesse, mas eu sou uma pessoa bastante reflexiva e cheguei à conclusão que talvez fosse boa ideia fazê-lo, para manter a minha consciência limpa e tentar iniciar uma nova fase aqui no blog.

Maggy

4 comentários:

  1. Que post engraçado :)
    Eu ando nisto há 10 anos, mesmo por gosto, de outra maneira não conseguia, mas desde que criei a minha página de facebook, a pressão é tanta, mas é mais noutro sentido, desde que todo mundo ficou a saber que eu tinha um blog, estalou o verniz!!!
    Há quem ignore, quem se ria, quem me venha dizer que "eu sou muito boa cozinheira" e principalmente ah! há quem ganhe dinheiro com os blogs..... como não é pergunta eu não respondo ahahaha
    Custa um pouco ver as pessoas que conhecemos simplesmente ignorarem, não há um unico post que mereça um simples gosto, já nem falo em comentar...
    parabéns e continua a fazer ao teu ritmo e ao teu gosto, só assim se consegue levar a coisa :)
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo apoio e muita sorte para o teu projeto, que venham muitos e bons anos!

      Eliminar
  2. Eu acho mesmo que deves tentar pôr essa questão do que o público aceita melhor ou não de parte, ou nunca te vais sentir completa aqui. Não é suposto sentires-te obrigada a nada, mas sim que isto te faça feliz. E essas coisas notam-se! Aos poucos vais criar um público diferente e que se identifique com o que escreves

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo incentivo e pelos conselhos, minha querida!Beijinhos!

      Eliminar