segunda-feira, 12 de junho de 2017

Final Nacional JAP

No dia 2 de junho foi a final nacional do concurso de empreendedorismo "A empresa" e eu estive presente com a minha equipa. O objetivo desta final era selecionar a equipa que irá à final internacional representar Portugal.

Digo desde já que a minha equipa não ganhou a final mas isso não nos impediu de ficarmos super felizes e com um sentimento de missão cumprida no final do dia. Eu sei que nestas coisas todos dizem que a equipa ficou mais unida, que se formaram novas amizades e laços que dificilmente se irão quebrar mas eu sinto mesmo que depois de tantos meses a trabalhar juntos, depois de termos passado por tantos altos e baixos e de às vezes termos deixado de acreditar no nosso projeto, realmente ficamos mais unidos e que nunca iremos esquecer tudo aquilo que passamos e o dia de ontem. Eu estou super orgulhosa daquilo que fiz e principalmente daquilo que conquistámos enquanto equipa. Sinceramente nenhum de nós estava à espera de chegar até aqui no início e custou chegar até aqui mas fico muito feliz de o termos conseguido e muito orgulhosa de todos.




A final consistiu numa apresentação do projeto a uma plateia constituída por 10 jurados, as restantes equipas e membros da organização e todas as pessoas que foram apoiar os participantes. Para além desta apresentação tivemos também uma entrevista a inglês com três jurados e, no meu caso especifico, uma entrevista individual, porque estava nomeada para o prémio de aluna mais empreendedora. No geral, todos as etapas correram bem. A minha entrevista individual foi sem dúvida o mais difícil porque sozinha tive de estar com quatro jurados que me fizeram perguntas sobre o meu percurso no concurso e sobre o meu ano letivo, assim como os meus hobbis e o meu maior sonho. Apesar de a entrevista ter sido um pouco assustadora, todos os jurados foram super simpáticos e fui uma das cinco alunas a receber o prémio.


No final do dia foram anunciados os prémios e escolhida a equipa que irá representar Portugal na final internacional em Bruxelas.
Apesar de não termos ganho, todos nós ficamos felizes com o que conseguimos fazer e com o nosso percurso até aqui. Conseguimos ultrapassar todos os obstáculos ao longo do caminho e sem dúvida alguma que isso fez com que nos uníssemos ainda mais e que nos respeitássemos ainda mais.

Cata