terça-feira, 4 de abril de 2017

Olimpíadas 2017

Todos os anos os colégios maristas organizam uma competição desportiva de três dias. Este ano coube ao Externato Marista de Lisboa a organização. 

Nesta competição estão presentes diversos desportos desde futsal, basket, natação e atletismo. Eu participei em badminton. Cheguei até aos quartos de final, foi uma classificação bem melhor que a do ano passado.
Durante os três dias o colégio organizador promove diversas atividades quer culturais quer de momentos de convivência. Este ano a atividade foi um passeio na cidade de Lisboa, num autocarro de turismo (sightseeing) e um passeio de barco no rio Tejo. Para além deste momento em que pudemos fazer novas amizades e conviver com novas pessoas, uma vez que nestas olimpíadas todos os colégios da Província de Compostela participam, ou seja, até os colégios de Espanha participam. 


Na primeira noite houve uma festa disco e a apresentação de um número preparado por cada um dos colégios presentes na competição. Houve ginástica rítmica, uma banda, cantores, dança, inúmeros talentos a participar. Na segunda noite instalaram matraquilhos insufláveis e um touro mecânico, para além de terem uma parede de escalada, rappel e esgrima. Foi uma noite dedicada a desportos radicais e a insufláveis. Foi muito divertido.
Todos os alunos e professores que participam nas olimpíadas dormem nas salas destinadas a cada modalidade e a cada colégio. 

No que toca aos meus jogos, tive alguma sorte no sorteio, a primeira etapa da competição é por grupos, ou seja, cada jogador de cada grupo tem que jogar com todos os outros elementos do grupo para se determinar quem passa à próxima fase. Eu ganhei todos os jogos desta fase o que me permitiu ficar em primeiro lugar, passando assim à próxima fase. (Apenas os primeiros dois lugares de cada grupo passavam.) 

A próxima fase são os oitavos de final mas, uma vez que os elementos de um dos grupos não apareceram, tivemos de passar para os quartos. Esta fase é de eliminatórias, ou seja, quem perde é eliminado e não joga mais. Foi nesta fase que perdi, a minha adversária jogava bastante bem e foram dois sets muito renhidos. 
Para quem não sabe um jogo de badminton, num torneio, é constituído por três sets, só se joga o terceiro em caso de empate, que vão cada um até aos 11 pontos, no caso das raparigas, e 21 no caso dos rapazes.
Apesar de não ter avançado mais na competição, fiquei muito feliz com a minha prestação e orgulhosa de ter ultrapassado o meu resultado do ano anterior.

Para os Maristas o mais importante não é a competição em si mas, o convívio, a partilha de vários valores, de cultura e experiências. Basta darmos o nosso melhor e sermos corretos com os nossos adversários, professores, auxiliares e todos aqueles com que nos cruzarmos que a nossa missão está cumprida. 

Em suma, toda esta competição e convívio foi muito divertida! Fiz novos amigos, entrei em contacto com novas culturas, experimentei coisas novas, torci pelo meu colégio...enfim foram dias recheados de aventuras e diversão. 

Cata