quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Tenho 16 anos e Uma Filha Linda

Sei que só com o título já choquei muita gente, mas talvez seja boa ideia lerem até ao fim.

Sou demasiado nova para ser mãe, e tenho noção disso, mas não é tão simples quanto parece. Eu era ingénua e achei que tinha encontrado o rapaz ideal. Enganei-me.

Quando descobri que que estava grávida fui a correr contar ao meu namorado (mais corretamente, ao rapaz que nessa atura ocupava esse lugar), morta de felicidade. Quando lhe disse ele não quis acreditar e estava numa pilha de nervos. Transpirava e estava completamente desesperado.

Fiquei em choque. Depois de se acalmar, ele perguntou-me se ia abortar. Tive que parar por uns segundos, não aguentei aquela pergunta. Como é que ele era capaz de pensar em abortar? Eu disse-lhe claramente que não e ele acabou tudo comigo.Senti o chão a fugir debaixo dos meus pés. Não soube como reagir,o que fazer.


Cometi muitos erros, mas a minha Princesinha não foi um deles, apenas escolhi mal o pai. Ela não tem culpa e quando ela crescer e me perguntar porque é que não conhece o pai eu vou contar-lhe que o pai dela não estava preparado para uma mudança tão grande na sua vida e que se foi embora quando eu lhe contei que estava grávida.

A minha filha é a minha vida,por ela eu faço tudo, viro o mundo ao contrário, se for preciso. Por ela tive de crescer mais depressa, não sou como as outras raparigas da minha idade. Estou orgulhosa por isso, porque nunca pensei ser capaz de cuidar da minha filha sem a ajuda de um pai, mas os meus pais revelaram-se uma ajuda preciosa.