terça-feira, 23 de junho de 2015

Fugir para Pensar

Às vezes só me apetece desaparecer e deixar tudo para trás. Sei lá, farto-me das rotinas, dos problemas, das obrigações, de tudo.
É claro que eu sei que fugir não resolve nada, mas é a solução mais simples. Nem sempre a solução mais simples é a mais lógica.
Mas, imaginando que era uma boa opção, gostava de fugir por um tempo, para junto do mar, sozinha, para descansar e pensar um pouco.
Queria desaparecer sem preocupar ninguém, porque apesar de querer ficar sozinha não queria que houvesse pessoas preocupadas sem saber de mim, não o merecem.
Se pudesse, eu gostava de desaparecer, para voltar com uma energia renovada, sem dúvidas, com tudo resolvido.

É esse o problema das pessoas que, como eu, se preocupam muito com os outros, mesmo quando não merecem. Vivemos os problemas dos outros como se fossem nossos e temos que resolver tudo. Por causa disso acabo com a cabeça cheia de coisas em que pensar. Preciso de parar, descansar, pensar para depois voltar melhor do que nunca.