sábado, 19 de maio de 2018

Aos Olhos da Princesa #7 Parte 1

Olá, pessoal! Aqui estou eu para finalmente vos mostrar a minha viagem a Budapeste! Já viram várias fotografias no Instagram do blog, mas faltava o post. Como eu não gosto de vos falhar, aqui está ele! A cidade tem tanta coisa para ver que vou ter que fazer dois posts!

Bem, para começar, Budapeste é a capital da Hungria e está dividida em duas partes, Buda e Peste. Esta divisão é feita pelo rio Danúbio. Eu estava alojada num apartamento em Peste, mas tive oportunidade de visitar os dois lados.

Buda é considerada a parte mais rica da cidade,com as maiores casas, e Peste a parte menos luxuosa, onde se fazem os negócios. A moeda húngara é o Florim (HUF).

Existem três pontes a ligar Buda e Peste: A Ponte Elisabeth, a Ponte das Correntes e a Ponte da Independência.


A fotografia não lhe faz justiça, mas esta é a  Ponte Elisabeth. Foi reconstruída num estilo mais moderno depois de ter sido bombardeada na Segunda Guerra Mundial.
Esta é a Ponte das Correntes, que os alemães deitaram abaixo durante a Segunda Guerra Mundial. É guardada por dois leões de pedra que não têm língua, e estão, por isso, impedidos de revelar segredos.

Só tenho fotografias da Ponte da Liberdade à noite... Foi mandada construir pelo imperador Francisco José,que terminou oficialmente a construção, e originalmente a ponte tinha o seu nome.




No Danúbio há também uma ilha que, traduzindo para Português (não me atrevo a escrevê-lo em húngaro, para não me enganar e não vos dificultar a vida) se chama Ilha Margarida, que é acessível de barco ou através da Ponte Margarida, mas os carros apenas podem circular na zona do hotel, porque a ilha é um parque, quase como um santuário da Natureza.



Esta é a estátua de São Geraldo, um padre que tentou converter a população pagã ao cristianismo. Foi assassinado e o seu corpo atirado ao Rio Danúbio dentro de um barril.



Este edifício é o Parlamento húngaro. É lindo por fora, mas infelizmente por dentro não o pudemos ver, já que só é visitável com visitas guiadas marcadas, e essas esgotam  muito depressa... Ou seja, se quiserem ir a Budapeste, o Parlamento é paragem obrigatória, mas comprem os bilhetes assim que puderem.

Uma pequena curiosidade: Na altura em que o Parlamento estava para ser construído, fez-se um concurso nacional para se escolher o projeto. O edifício atual é do projeto que ganhou o concurso, mas o segundo e o terceiro lugar também foram construídos em Budapeste, embora tenham ficado com outras funções.


Ainda tenho muitas coisas para vos mostrar, mas ficam para o próximo post, quero manter algum suspense, já que faltam alguns monumentos que são absolutamente espantosos (e não, não estou a exagerar!).

Maggy

2 comentários:

  1. Parece ser um bom lugar para visitar, confesso que não conhecia
    Beijinhos
    Novo post (Nova Review?) // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É lindo! E além disso, para quem vá em casal, é bastante romântico.(Estive lá quatro dias e vi um casamento e um pedido!)

      Eliminar