domingo, 28 de maio de 2017

Final da DNA

Ontem foi a final do concurso de empreendedorismo da DNA cascais. E mais uma vez o colégio Marista de Carcavelos esteve presente com duas equipas em competição. Eu fiz parte de uma dessas equipas e para nossa felicidade ganhámos! O primeiro prémio é uma viagem a Madrid por 5 dias.

Acho que faz todo o sentido explicar o processo da competição e como é que chegamos até aqui.
A primeira etapa a ultrapassar foi a aprovação da candidatura. Nesta fase tivemos de submeter um formulário com os dados do nosso projeto. Depois da candidatura ser aprovada passámos às semi-finais. Durante esta etapa todas as equipas selecionadas (eramos 24) tiveram de fazer um pitch, que para quem não sabe é basicamente uma apresentação onde expomos o nosso projeto, a um painel de jurados, nesta edição eram 4 jurados. Depois da apresentação o júri tinha a oportunidade de fazer algumas perguntas à equipas para tirar qualquer dúvida e perceber melhor algum detalhe. Por fim depois de todos as equipas terem sido avaliadas foram selecionados 12 projetos para a final que ser realizou ontem na Casa das Histórias Paula Rego. Na final cada equipa faz um pitch para uma audiência constituída pelo júri e pelo público. Este último também tinha poder de decisão, foram distribuídos boletins de voto no início da sessão e cada elemento do público teve a oportunidade de votar em 3 projetos - os seus favoritos. Ou seja, para apurar o vencedor da edição deste ano do concurso, o público e o júri votou nos seus projetos favoritos.



Para ser sincera a nossa apresentação não foi das melhores, houve grupos que apresentaram melhor mas, o nosso produto teve uma grande receptividade por parte do júri e do público e na minha opinião foi isso que fez com que nós ganhássemos.
Desde o final das apresentações até ao anúncio do vencedor, todos os participantes estavam nervosos, então no meu caso tinha o coração a mil e não conseguia parar de pensar no que poderia acontecer. Assim que percebemos que iríamos ficar no pódio foi uma alegria enorme, todo o grupo ficou com um sentimento de missão cumprida e de orgulho. E no momento em que fomos anunciados vencedores ficámos em êxtase! Nem queríamos acreditar que aquilo estava a acontecer, foi inacreditável. Acho que ainda não caí em mim e ainda não percebi bem que fiquei em primeiro num concurso de empreendedorismo.

Foi uma experiência muito enriquecedora, permite-nos crescer como pessoas e alunos, estar num ambiente fora do normal e sair da nossa zona de conforto o que fez com que nós explorassemos outras áreas e adquiríssemos novas competências. Fizemos contactos com pessoas de várias áreas que nos poderão ajudar num futuro próximo.