sábado, 1 de agosto de 2015

Largaste-me, agora talvez já não me voltes a ter

Deixaste-me ir, e quase posso jurar que não querias, mas o orgulho falou mais alto. Agora talvez não me voltes a ter, porque tive muito tempo para pensar e deixar de sentir falta, porque te afastaste.

Não, talvez a culpa não seja tua e eu esteja a cometer uma injustiça, mas não lutaste por mim, se era isso que querias. Podias ter todas as razões do mundo para te afastares, mas se não querias só tinhas que lutar por isso.
Se quisesses mesmo ficar comigo terias feito mais, sabias que eu esperava por ti, mas agora o tempo passou e talvez já não tenhas a mesma sorte, caso voltes a tentar. Deixaste o tempo passar e ele fez o seu trabalho.

Sabes que fiz o que pude, sim, talvez tenha sido cedo demais, mas eu não aguentava esperar. Estraguei tudo, não foi? Bem, tu logo me dirás.