segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Música da Semana

Aqui fica uma música portuguesa linda, que por acaso até é conhecida, mas vale a pena ouvir com calma, vendo a letra, e não apenas ser mais uma que passa na rádio.

domingo, 30 de outubro de 2016

Frase da Semana #27



"Para estar juntos não é preciso estar perto, é preciso estar do lado de dentro."
Leonardo da Vinci

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Três Décimas

Agora corre na Internet uma carta aberta a Marcelo Rebelo de Sousa, escrita por uma jovem que se candidatou ao curso de Medicina, mas que não entrou por três décimas.

Ora, uma das coisas que esta jovem alega é que o Sistema Nacional de Saúde necessita de médicos e que pessoas como ela podiam perfeitamente preencher essas lacunas de uma forma competente. Na minha óptica, não há falta de médicos, mas sim falta de iniciativa da parte de muitos médicos que preferem ficar a receber o subsídio de desemprego do que irem trabalhar onde são precisos, o interior do país.

Tudo bem que faltam médicos em vários pontos do país, mas não deixam de haver médicos a mais. Só que são médicos que acham que não vale a pena alterar nada na sua vidinha para exercer a sua profissão e ajudar os outros.

Quanto aos exames, diz que estes não analisam as competências humanas das pessoas. Nesse ponto eu até concordo, porque um exame teórico basicamente avalia a nossa capacidade de memorizar matéria para despejar em duas horas. Que eu saiba, não é isso que faz um bom profissional. Mas por outro lado, não sei bem como seria um exame que avaliasse o lado humano das pessoas.

Eu compreendo o quão horrível deve ser para uma pessoas ter que se ir embora do seu país por não se sentir valorizada, afinal não me falta assim tanto tempo para ir para a faculdade e espero que não me aconteça o mesmo, porque também desejo muito poder ficar em Portugal, junto da minha família e amigos. 

Mas também compreendo a inércia dos governantes, afinal há vagas por preencher, é preciso que alguém as queira, mas elas estão lá.

Desculpem se tiver dito algo incorreto, mas eu achei que devia dar a minha opinião, mesmo não sendo a pessoa mais qualificada para o fazer.

Maggy

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Escrever Direito por Linhas Tortas - Miúda gira sabe: gerir emoções - controlar situações

Cá estamos nós, todas jeitosas, a viver o nosso dia quando de repente… POW: a vida acontece. Não temos qualquer palavra a dizer sobre o que acontece, claro, mas podemos sempre influenciar o resultado com a resposta que damos.

A resposta que dás a cada situação é capaz de mudar o resultado:

para melhor ou… nem por isso.

Regra geral, educam-nos para conseguirmos acabar o curso, arranjar um bom emprego e tal… mas esquecem-se de nos capacitar para respondermos à vida… à medida dos acontecimentos. É que isto de andar no mundo, viver em Sociedade e, simplesmente, sair da casca, é uma espécie de montanha-russa perturbada e cheia de curvas e inlcinações acentuadas… como se o projecto tivesse sido feito por um polvo bêbedo.

É por isso mesmo que dedico as principais horas do meu dia de trabalho a ensinar a

gerir emoções!


Não existe uma receita única de “respostas certas”. Há alguns anos atrás diziam-nos que devíamos sorrir aqui, acenar ali… esqueçam! Gerir emoções implica que saibam MESMO o que precisam de fazer para estarem de acordo com a vossa individualidade. Acabou-se essa coisa de “sermos todas iguais”, “fazermos todas igual”.

Algumas regras básicas sobre emoções:


     Só tu sabes o que estás a sentir
     O teu sentimento está certo
     Só tu sabes o que precisas de fazer para responderes àquela emoção
     Tens em ti tudo o que precisas de te resolveres

Só tu sabes o que estás a sentir, porque tu és única.

Ninguém mais tem a mesma mistura de características, experiências e realidade envolvente. Mesmo quem tem uma irmã gémea tem experiências diferentes, quanto mais o resto do mundo.

As experiências são importantes porque são a nossa fonte de aprendizagem. Cada experiência que temos, significa que aprendemos pelo menos uma coisa nova. O engraçado é que: a mesma experiência vivida por pessoas diferentes, dá origem a aprendizagens distintas para cada uma delas. Porquê? Porque têm personalidades diferentes, porque já tiveram experiências diferentes (ou seja: já têm aprendizagens diferentes entre si).

Quer isto dizer que: ninguém te vai poder dizer se estás triste, feliz, receosa… Ninguém pode pôr-te um rótulo no sentimento e ter a certeza de acertar.

Outra coisa que deves saber é que

o teu sentimento está certo.

Se és a tal mistura única… como é que outra pessoa poderia dizer-te qual é o sentimento que deverias ter, face à situação em causa?

Quando alguém te disser “tu devias estar ____” lembra-te da regra número 1: só tu sabes o que estás a sentir e do seu corolário (também conhecida como regra nº 2: o que sentes está certo!!!).

Tu não tens que sentir ou deixar de sentir nada em especial: simplesmente sentes.


E, quando sentes, esquece! Também sabes o que precisas de fazer para recuperares o controlo da situação. A questão é que, por vezes, não estamos ainda preparadas para responder à emoção da forma mais adequada.

Qual é a forma mais adequada?


Simples: a forma que, tendo em conta o contexto, te permite retirar maior benefício da situação. Ou seja: pode apetecer-te rir, chorar, gritar ou pular (por exemplo).  Mas… será que o benefício que retiras dessas acções vai ser aquele que procuras?

Imagina que algo te irrita e tu já sabes que tens tendência a responder de forma impulsiva: será que as respostas que habitualmente dás são as mais indicadas tendo em conta o que queres retirar da situação?

É que, lá por não poderes controlar a situação não significa que não possas retirar dela benefícios ou, pelo menos, minimizar efeitos negativos. Por isso mesmo é que te ajuda controlares a tua reação (que é o mesmo que dizer: gerir a emoção).

Ao contrário do que muitas vezes pensamos,

controlar não significa conter.

Controlar a emoção pode significar deixar fluir a resposta impulsiva… se for isso o mais vantajoso para ti. Gerir emoções, significa conseguir extrair benefícios das tuas emoções e das tuas respostas.

Queres saber qual é o melhor truque na gestão de emoções?


Identificar os gatilhos. Se forem emoções que te prejudicam e conheceres os gatilhos, podes antecipar as situações-gatilhos e, desta forma, evitar emoções que não te trazem nada de útil. Se, por outro lado, forem emoções positivas e conheceres os seus gatilhos, podes dedicar as tuas energias a proporcionar as tais situações-gatilho.



Útil, certo? Aos poucos, vais começar a ter a tua vida orientada para aquilo que procuras realmente ter na tua realidade e isso, minha cara, é sucesso! 

Catarina L. Rodrigues

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Música da Semana

Esta semana remos uma música bem antiga, mas que me continua a fazer cantar que nem uma louca. Quem não gosta de ABBA? Vamos lá ao momento karaoke!


sábado, 22 de outubro de 2016

Frase da Semana #26



"As pessoas entram em nossa vida por acaso, mas não é por acaso que elas permanecem."
Lilian Tonet

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Outubro Rosa - #Pinktober



"Hoje estamos aqui por um mundo mais rosa, por um movimento e para uma sensibilização - na luta contra o cancro da mama."

Não sei se  sabem, mas o mês de Outubro é o mês da Prevenção do Cancro da Mama.  Um grupo de bloggers juntou-se numa iniciativa de que gostámos muito. A nossa forma de contribuição é este post, em que vos falamos deste tema, que não é nada agradável, mas que precisa de ser falado.


"Cancro" é uma palavra muita feia, mas podemos evitar tudo isso fazendo exames regularmente, para que caso exista alguma anomalia, esta possa ser tratada o mais rapidamente possível.


Infelizmente, esta é uma doença silenciosa, que pode chegar a qualquer momento, por isso é que a prevenção é tão importante.

Este cancro, é um dos mais comuns, por assim dizer, mas não é por ser comum e por os médicos já terem um vasto conhecimento sobre como tratá-lo e preveni-lo que devemos descurar os cuidados a ter, devemos fazer exames regulares e estar sempre com atenção no caso de aparecer algum sintoma ou alguma coisa mais fora do normal.

Os comportamentos de risco são vários e a maioria aplica-se a várias doenças: Tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso e sedentarismo. O fator genético também é muito importante - Se tem algum caso de cancro na família é possível que desenvolva um.

A imagem abaixo mostra os vários sintomas.

 



Uma das formas de deteção é a palpação, que deve ser feita regularmente pela própria mulher. É um auto-exame simples que permite a deteção precoce e aumenta as hipóteses de tratamento.

Se detetarem algum dos sintomas, não hesitem em consultar um médico, esse pequeno gesto pode salvar-vos a vida.

  Bloggers em colaboração:

Joana Bonjour

Telma Tavares

Vânia Coelho


Helena Raquel

Isa Freitas

Sandra Marina

Mariana Dezolt

Paula Cardoso

Lenita Queiroz


Nono Monteiro

Susana Silva

Elizabeth Rodriguez


Edna Silva


Cátia Rodrigues


Trovoada dos Sonhos


Maria Inês Moreira

Rita Teixeira


Carina Franco


Petina Carvalho 


Mii Silva


Leonor Ferreira


Jéssica Silva


Akira Ureshi


Filipa Freitas

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Escrever Direito Por Linhas Tortas - Pensar em Acabar com Tudo



Quantas vezes já paraste para pensar na tua vida? Naquilo que te rodeia?
As situações estranhas, más, boas que te acontecem? São coisas que não podemos fazer para que não aconteça.
Todos nós temos fases na vida complicadas, como fases muito boas, mas temos que saber agarrar cada uma delas. Aprender, valorizar, aproveitar… E muitas vezes não vale a pena pensar a razão das situações acontecerem, mas pensamos.
Quantos de nós já pensamos que a nossa vida não faz sentido? Que não somos valorizados por ninguém, que a nossa vida é tão triste que até dói.
Quantas vezes já deste por ti a pensar “Se eu me mandar de uma ponte, ninguém irá notar, porque eu não faço falta a ninguém”. A verdade é que não é assim. É verdade é que existem imensos acontecimentos na nossa vida que nos deitam tão abaixo, nos deprimem, nos magoam, que por vezes apetece fechar os olhos ao mundo e desistir. Mas isso não é solução.
Nós somos Humanos e por vezes temos comportamentos menos normais, mas não é por isso que devemos de desistir de viver.
A vida importa, nem que seja só a ti, a vida ensina-te, magoa, faz-te feliz, mas é uma única vida que temos de saber aproveitar,  aprender a valorizar.


Cada dia é dia de aprendizagem, cada dia é dia de uma desilusão, cada dia é dia de uma felicidade.
E cabe a nós sabermos como nos comportar, compreender e aceitar.
Nós importamos a nós próprios e isso é muito importante.
Perdeste um amigo? Deixa lá, é sinal que na verdade nunca prestou.
Alguém gozou contigo? Deixa lá, é porque a vida dele é tão triste que até mete dó.
Alguém não se importa contigo? Pensa que há quem se importe verdadeiramente contigo, nem que seja só a tua família, pois essa, acima de tudo, está sempre do teu lado. A tua família é a única que nunca te abandona  nem deixa que nada te aconteça.
Nós sabemos que na nossa vida uns vêm, outros vão, mas nós temos que saber selecionar quem realmente nós queremos, quem realmente merece a pena e quem realmente gosta de ti.
Se já pensaste alguma vez em acabares com a tua vida, pensa que tu és linda(o), és única(o) e ninguém te pode tirar o teu mérito, pois tu és a(o) melhor nem que seja só para ti mesma(o).
Pinta a tua vida, com cores vivas, deixas os pretos e cinzas para trás das costas, faz-te feliz, segue a tua vida, luta por aquilo que mais gostas, pois vais sentir-te a pessoa mais concretizada ao cimo da terra.
Sê feliz e acredita em ti.

E nunca, mas nunca mais penses em acabar com a tua vida, pois é só uma que tu tens e prova a todos aqueles que te mandaram pedras, te abandonaram e magoaram, que tu não precisas deles para seres a pessoa MARAVILHOSA que és. 

Sofia Tudela

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Música da Semana

A música desta semana é um bocadinho para o triste, mas parece-me adequada a este tempo chuvoso.  Apreciemos.


sábado, 15 de outubro de 2016

Frase da Semana #25



      " Tudo o que chega, chega por alguma razão."

       Fernando Pessoa

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Escrever Direito por Linhas Tortas - Apresentação

Tínhamos falado num novo projeto que ia começar no blog. Pois ele aqui está! Vamos ter mais duas pessoas a escrever aqui no blog, para diversificar os pontos de vista e assuntos, é sempre bom.

São elas a Sofia Tudela do blog Words of Sophie e a Catarina Rodrigues,  da página Catarina Louçada Rodrigues.  A Sofia  vai escrever de tudo um pouco, enquanto que a Catarina se vai focar no tema sobre o qual está mais á vontade: o Lifecoaching.

Na próxima quarta-feira, dia 19, sai o primeiro post, escrito pela Sofia. Aviso que já li e gostei bastante! Pois terão que esperar para ver.

Neste momento são apenas duas pessoas a escrever, mas se se quiserem juntar ás nossas meninas, com todo o respeito, mandem um mail para blogprincesadescalca@gmail.com


terça-feira, 11 de outubro de 2016

#Taxipocalipse

Começo este post por dizer que não ando muito de táxi. Porque sai muito caro e simplesmente porque não preciso.

Daí se conclui que a minha opinião se baseia em tudo o que ouvi ontem na televisão, o que não foi pouco, dado o mediatismo deste tema.

Se o objetivo dos taxistas ontem era mostrarem que tinham razão, falharam completamente o alvo. Digo isto porque uma coisa é uma manifestação pacífica, outra é vandalizar carros e bombas de gasolina.

A fama dos taxistas é de "labregos" e mal-formados, o que sinceramente não corresponde inteiramente a verdade. Não é porque as pessoas tem como profissão taxista que são mal-formados e que não tem educação. Na minha opnião os taxistas até são bastante simpáticos e tem uma boa cultura geral, isto pelas vezes em que andei de táxis, o que se calhar não corresponde à generalidade.

Mas à parte de todas estas opiniões e voltando ao tema do protesto de ontem, eu compreendo a revolta que os taxistas sentem, por agora haverem novos meios de transporte, principalmente do aeroporto para outros sitios do país. 

Vamos lá pôr as nossa cabecinhas a trabalhar, o protesto de ontem começou porque a maioria dos taxistas não concorda com o facto de não haver regulamentação para os novos meios de transporte como o Uber. Isto, visto que aos taxistas são impostas uma série de regras e que os preços são tabelados para todos.


Para quem não sabe o Uber é um novo serviço que permite "alugar" um carro, com um motorista que nos leva ao sítio que queremos, mas este novo serviço não tem preços tabelados nem regras. O que os taxistas propoem é que passe a haver regras para este tipo de serviço, pois alegam que lhes tira clientes e não é uma concorrência justa.

Em conclusão, eu acredito que devemos lutar por aquilo em que acreditamos, que neste caso se trata de uma concorrência justa, mas não é preciso chegarmos à violência para transmitirmos a nosso ponto de vista.

Cata

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Música da Semana

Agora que chegámos a Outubro (ok, já foi há algum tempo, mas não me tinha lembrado disso), que tal ouvir esta música?
Green Day, grandes senhores do rock!


sábado, 8 de outubro de 2016

Frase da Semana #24



"Ainda pior do que a desilusão de um não ou a incerteza de um talvez, é a desilusão de um quase."

Sarah Westphal

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Nostalgia #5

Olá, pessoal! Não, esta rubrica ainda não acabou, simplesmente teve uma curta pausa.
Desta vez vamos retomar o tema do Nostalgia #1, os desenhos animados. Sentimos que ficaram muitos por recordar e decidimos fazer uma continuação.

Hoje começamos com um desenho animado dedicado às meninas, Winx!! Acho que todas nós tínhamos uma crush pelos namorados das Winx.



Não nos podemos esquecer do Phineas e Ferb, uma das melhores séries da Disney. Quem nunca quis ser como eles? Estar sempre de férias e ter aventuras todos os dias.



Mais aventuras com a Kim Possible: Uma rapariga normal na escola e uma agente secreta fora dela.


E claro está o Ben 10, não o podiamos deixar de fora. Acho que todos os rapazes adoravam esta série.




E para terminar...Ruca! É um icon da infância de muitas crianças. Foi com ele que aprendemos algumas lições de vida importantes, foi com ele que aprendemos o que fazer e não fazer e como nos comportarmos.


Espero que tenham gostado de mais uma "Cápsula do Tempo"!

Cata

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Música da Semana

Estes timings andam terríveis! Devíamos ter publicado isto na segunda feira, mas o tempo gosta de encolher quando nós mais precisamos dele!
A música desta semana é em Português e é cantada pelos Ala dos Namorados e pelos Shout! A-do-ro!!




terça-feira, 4 de outubro de 2016

Dia Mundial do Animal

Para celebrar o Dia Mundial do Animal decidimos fazer um post em conjunto a falar dos nossos animais de companhia.

Eu (Maggy) tenho uma coelhinha que deveria ser anã mas não pára de crescer. Dá pelo nome de Nina e chegou a nossa casa depois de termos albergado um coelho selvagem, o nosso querido Kiko, que acabou por falecer após algum tempo connosco. O meu tio viu que nos tínhamos afeiçoado ao Kiko e decidiu oferecer-nos a Nina e o seu irmão, baptizado de Chiquito, ficou com a minha avó.

A Nina infelizmente pouco sai da sua gaiola, por isso a companhia não é muita, a não ser nas férias, em que a solto num parque pequeno perto de casa.  Pode parecer estranho, mas ela até gosta e ao menos não fica tanto tempo presa.

De qualquer forma, tenho a dizer que a Nina é uma responsabilidade minha, sim, porque tenho que limpara a gaiola dela, dar-lhe de comer e beber, mas também é muito bom ficar a fazer-lhe festas e vê-la com as orelhinhas para baixo (sinal de que gosta das festas)  no fim de um dia stressante.


Quanto a mim (Cata) tenho dois piriquitos, o Tico e o Teco, eu sei os nomes não são muito originais mas são obra da minha irmã e por acaso até lhes ficam bem. São criaturas fascinantes se os observarmos por algum tempo, têm uma série de hábitos, como coçarem as asas, dar "beijinhos" e até os barulhos que fazem, apesar de irritantes, fazem com que queiramos descobrir o que é que estão a dizer e o que é que precisam. Posso dizer que apesar de ter sido a minha irmã que os quis e supostamente ser a dona, sou eu quem lhes dá de comer e às vezes limpa a gaiola.

Posso afirmar que apesar de serem animais barulhentos são fofos e fazem companhia pois apesar de não percebermos nada do que dizem ou dos sons que emitem sempre preenchem a casa com o seu barulho. Para quem não se quer sentir sozinho são uma boa opção.
  

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Frase da Semana #23



"É ridículo para um homem criticar o trabalho de um outro se não se distinguiu pessoalmente na mesma realização."
Joseph Addison