terça-feira, 30 de junho de 2015

A nossa história

  Desde o primeiro momento, senti que tínhamos uma ligação, algo especial, mas não sabia explicar.Gostava muito de estar contigo, de te ouvir, de quando tu me ouvias... Percebi que era amor quando me abraçaste e eu senti as pernas a tremer, quando comecei a imaginar o nosso primeiro beijo... E um dia, sem estar á espera, ele aconteceu.  Foi mágico, perfeito.Nesse momento tive a certeza que íamos ter uma história.
  Ainda tenho a camisola que me deste naquele dia, na feira, porque estava com frio e não me deixaste devolver-ta. Adoro dormir com ela, como se fosse uma parte de ti.
  Adoro cada momento que passo contigo, e apesar de estarmos juntos há algum tempo, surpreendes-me a cada dia, até mesmo com os mais pequenos gestos. Posso dizer-te até que gostei de quando discutimos e nos zangámos, porque aprendemos mais um sobre o outro e agora não é qualquer coisinha que nos afeta.
  Amo-te mais a cada dia que passa e não sei como é que o meu coração aguenta tanto amor por uma só pessoa. Não faço promessas de "para sempre", porque sei que a vida pode ser muito ingrata, e por isso apenas te posso prometer que vivo com muita intensidade os nossos momentos, que lhes dou mesmo muito valor. Além disso, mesmo que algo ou alguém nos separe, o que espero sinceramente que não aconteça, nunca vou esquecer nada do que vivemos.

domingo, 28 de junho de 2015

Carta á criança que um dia fui

  Olá, eu sou a tua versão adolescente.
  Estou a escrever-te para te contar como é a vida a seguir a ti e dar-te alguns conselhos. Em primeiro lugar, não tenhas pressa de crescer. Digo isto porque todas as crianças sonham em ser  mais velhas. Não vale a pena estares com pressa, não  é assim tão bom crescer.
  Outra coisa que deves saber: Alguns dos amigos com quem brincas com Barbies e carrinhos vão continuar contigo, mesmo depois de estarem separados durante alguns anos. Considera-te uma pessoa com muita sorte por isso.
  Um conselho: Nunca deixes morrer a criança que há em ti, porque não interessa ter um corpo jovem com uma mente conservadora e reservada.
  Uma coisa que vais aprender quando cresceres: Quando achares que já viste de tudo, desengana-te. As pessoas são capazes de tudo, para o bem e para o mal.
  Gostava de te poder ajudar mais, mas acho que há coisas que vais descobrir por ti e além disso a minha experiência de vida ainda é bastante limitada.

Boas vivências

O teu "eu" adolescente

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Sabes?

  Sabes? Sabes o medo que tenho de dizer alguma estupidez cada vez que falo contigo? É esse o efeito que produzes em mim, fico  meio parva sem saber o que dizer ou fazer. Eu já sou envergonhada, mas  cada vez que estamos juntos ainda fico mais. Tenho medo de parecer infantil ou estúpida por aquilo que digo.
Muitas vezes não digo tudo o que queria dizer para não parecer chata. As nossas conversas muitas vezes não duram muito tempo por causa disso, não é falta de vontade de falar contigo.
Pena que não vejas isso e que me deixes a pensar coisas que nem sei se algum dia vão acontecer.
  Não te posso culpar por isso, porque eu também não tenho coragem do to dizer, embora vontade não me falte.Se te dissesse tudo o que penso e sinto podia perder a tua amizade, e isso seria horrível.

A Escolha Certa

Na  vida temos que fazer escolhas a toda a hora. Muitas vezes parece que as nossas escolhas são as melhores, mas nem  sempre isso é verdade e só nos apercebemos mais tarde.
Daí a importância de pensarmos bem antes de tomarmos decisões que possam mudar de alguma forma relevante o rumo da nossa vida.
A escolha certa é uma escolha de que nunca nos arrependemos, e não apenas a curto prazo.
Assim podemos ter a consciência tranquila com as escolhas que fizemos ao longo da nossa vida.

Quem me dera saber

  Preciso de entender o que sinto por ti: ás vezes acho que é amor, outras apenas amizade. Tenho que perceber, esta incerteza mata-me. Tenho medo de arriscar e estragar a nossa amizade, o que seria terrível.
  Será que peço muito? Apenas queria saber o que fazer.
Gostava que  reparasses e me pudesses ajudar, mas já estaria a pedir demais.
  Lembro-me tantas vezes dos  nossos momentos e sinto saudades, mas no segundo a seguir proíbo-me de as sentir e de me lembrar, mas sei que é impossível, não me sais da cabeça, e muito menos do coração.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Príncipe Encantado

Gostava muito de um dia poder dizer que encontrei o meu Príncipe Encantado, mas sei que não existem. Não há pessoas perfeitas, por isso não existem Príncipes Encantados.
Todos temos defeitos, e se não interiorizarmos isso vamos sempre procurar aquela pessoa ideal e vamos desiludir-nos vezes sem conta.
A pessoa ideal não é uma pessoa perfeita, mas uma pessoa que nos completa, entre outras coisas.
Se algum dia eu disser que encontrei o meu Príncipe Encantado, por favor acordem-me, porque ou estou a sonhar ou então perdi a noção da realidade.

Meu Irmão, Meu Herói

Podia estar aqui a dizer muitas coisas sobre o meu irmão, mas algumas seriam talvez exageradas ou repetitivas, por isso vou começar este texto por dizer que o meu irmão é o meu herói.
É o meu herói porque está sempre ao meu lado e estende-me a mão sempre que preciso. Diz-me sempre: “Eu sei que consegues, tenta outra vez”. Ouvir isto faz com que me sinta confiante e ajuda-me a ultrapassar os obstáculos que se atravessam no meu caminho.Apenas isso basta para melhorar o meu dia e sentir-me feliz.
Sei que parece tudo normal, mas pessoas assim não são tão comuns quanto parece. Há sempre aquela pessoa que não desiste de nós e que está sempre ao nosso lado, que com orgulho diz “Eu sei quem fez isso”, a pensar em nós com um sorriso na cara… No meu caso essa pessoa é o meu irmão (não que seja o único, mas este texto é só para ele).
É com o meu irmão que dou as maiores gargalhadas, por coisas parvas do quotidiano, que tenho os piores momentos de karaoke, que felizmente ninguém se lembra de gravar, entre tantas outras coisas.

Para resumir, adoro o meu irmão, e sei que vai ser o meu companheiro para a vida e que posso sempre contar com ele para tudo.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Os Contos de Fadas e a Vida Real

Nos contos de fadas que nos liam quando eramos crianças tudo parecia simples, e havia sempre um final feliz.
Quando crescemos entendemos que essas histórias estão longe da realidade e que se queremos esse final feliz temos que fazer as nossas conquistas e antes disso vamos sofrer muito, mas vamos usar esse sofrimento para aprender  lições que nos servirão para a vida inteira.
Aprendemos a erguenos depois de uma queda, a sorrir depois de chorar e a curar as feridas depois da batalha.
Essas aprendizagens são muito importantes para podermos ser felizes e sabermos que quando estamos numa fase má podemos sempre sair dela se estivermos dispostos a lutar.
Talvez um dia possamos ter um final como o dos contos de fadas, mas para isso temos muito que aprender com a vida.

Fugir para Pensar

Às vezes só me apetece desaparecer e deixar tudo para trás. Sei lá, farto-me das rotinas, dos problemas, das obrigações, de tudo.
É claro que eu sei que fugir não resolve nada, mas é a solução mais simples. Nem sempre a solução mais simples é a mais lógica.
Mas, imaginando que era uma boa opção, gostava de fugir por um tempo, para junto do mar, sozinha, para descansar e pensar um pouco.
Queria desaparecer sem preocupar ninguém, porque apesar de querer ficar sozinha não queria que houvesse pessoas preocupadas sem saber de mim, não o merecem.
Se pudesse, eu gostava de desaparecer, para voltar com uma energia renovada, sem dúvidas, com tudo resolvido.

É esse o problema das pessoas que, como eu, se preocupam muito com os outros, mesmo quando não merecem. Vivemos os problemas dos outros como se fossem nossos e temos que resolver tudo. Por causa disso acabo com a cabeça cheia de coisas em que pensar. Preciso de parar, descansar, pensar para depois voltar melhor do que nunca.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

O que pensas de mim?

Gostava de saber no que pensas quando te falam em mim. Será que sou, para ti, como as outras? O que te vem ao pensamento quando olhas para mim?
Adoro quando olho de repente para ti e tu já estás a olhar para mim. Isso leva-me a pensar se estavas a olhar para mim por acaso ou se tinhas alguma razão para o fazer.
Quero saber se te perdes no tempo quando pensas em mim, como me acontece quando penso em ti. Por favor, dá-me um sinal, não me deixes perdida sem saber o que pretendes. Mesmo que não seja o mesmo que eu, eu preciso de saber.
Preciso de saber se estamos em sintonia, se queremos o mesmo. Eu sei que parece insegura e indecisa, mas se os nossos caminhos se cruzarem então acredita que as minhas dúvidas se vão dissipar num instante sem eu mesma dar conta.
Apenas preciso de uma oportunidade, deixa-me mostrar-te o quanto gosto de ti e que não sou aquela rapariga tonta que aparento ser quando estamos juntos.

Tantas vezes imagino como seria se fossemos só nós os dois, a minha mão na tua, os teus lábios nos meus… O cenário perfeito, seja onde for.

Memórias que Não se Apagam

Ainda me lembro de quando era pequena e seguravas a minha mão com força, para não te fugir. Agora sinto que a tua mão fugiu e não volta mais. O vazio que ela deixou é impossível de preencher, mas ainda temos as nossas memórias.
São elas que me lembram que partiste, mas deixaste o melhor de ti um pouco por todo o lado e sempre que quiser posso ter essas partes de ti comigo nas pequenas coisas.
Gostava que aqui estivesses para me poderes dizer que vai ficar tudo bem, que há sempre uma solução para tudo, como sempre me demonstraste. Lembras-te de quando parecia que nada podia piorar? O teu sorriso e o teu olhar ternurento sempre fizeram com que eu pensasse que havia esperança.
Guardo-os na minha memória como se fossem um tesouro muito valioso que devo e quero muito preservar.
Será que tens orgulho na pessoa em que a tua menina se tornou? Tentei sempre dar o melhor de mim aos outros, tal como tu me ensinaste, mas como sabes nem sempre é fácil.

Se algum dia eu disser que não me lembro de ti, do teu olhar, do teu sorriso, da tua voz, então uma parte de mim simplesmente morreu.

O Valor da Amizade

Estás a ver aquela pessoa que está sempre contigo, a quem contas tudo, que te aconselha sempre que precisas e te conforta quando estás triste? Pois, é dessas pessoas que vou falar: os verdadeiros amigos. A verdadeira amizade é aquela que não muda, mesmo que as pessoas fiquem muito tempo sem se ver ou sem se falar.
São poucas as verdadeiras amizades, mas são as únicas que vale a pena preservar. Não interessa ter vinte amigos se quando precisares nenhum estiver lá para ti.
Para terem uma ideia do valor da amizade imaginem viver sem a pessoa, ou as pessoas de quem se lembraram no início. Muitas vezes parece que quando descrevemos os nossos grandes amigos parecemos descrever alguém da nossa família. Nada de espantar, porque os amigos são a família que nós escolhemos e têm a mesma função e características parecidas.
A amizade é uma árvore que nunca para de dar frutos, os quais nunca apodrecem e cada vez fica mais forte com o passar do tempo.

Pensa como serás, tu e os teus amigos daqui a vinte ou trinta anos a contarem aventuras que viveram juntos que viveram todos juntos quando eram mais novos, todos com os maiores sorrisos na cara por se manterem juntos e a vossa amizade permanecer igual.Boa visão, não é?

Sociedade Imperfeita

Não compreendo as pessoas que gozam com aqueles que são diferentes ou que não lhes parecem tão perfeitos. Ninguém é perfeito: Podem ter um corpo saudável e bonito mas uma mente perversa e preconceituosa
Ser diferente não é necessariamente mau, porque as pessoas que são diferentes muitas vezes vêm o mundo de uma forma que as outras pessoas não conseguem.
Há quem se sinta no direito de, por ser considerado “normal”, julgar as outras pessoas, muitas vezes sem conhecer a sua história e a sua personalidade. Claro que depois há pessoas que têm baixa autoestima ou simplesmente se afastam das outras pessoas porque têm medo de ser julgadas.
Como se atrevem a julgar alguém por algo que não tem nada a ver com a essência da pessoa, e muitas vezes não pode escolher? Não entendo como se fala tanto em inclusão social e se diz horrores do bullying, mas continua a acontecer, há pessoas que simplesmente não aguentam viver neste mundo e acabam com a sua própria vida por causa destas manias das pessoas de julgar os outros. Parece-vos mesmo que a inclusão social é uma realidade que se aplica na nossa sociedade?

Bem, mas não vou tecer mais críticas á sociedade porque faço parte dela e sei que cada um pode mudar um pouco o mundo em que vivemos e os ideais por que a maioria se rege.